A Fertilizare nasceu com a proposta de ser um centro de referência em medicina reprodutiva na região Sul Fluminense. Conta com equipe qualificada e tecnologia de última geração para oferecer um leque completo de opções para o tratamento da infertilidade.

(24) 99246-4951

contato@fertilizare.com.br
Edifício Cecisa 2 - Largo 9 de abril, 27, sala 217 - Vila Santa Cecília, Volta Redonda

Novidades no Blog

Seg. a - Sex. 09h - 18h

Sáb. e Dom. - FECHADO

(24) 99246-4951

contato@fertilizare.com.br

Pequeno Dicionário da Reprodução

Pequeno Dicionário da Reprodução

Considerando que as técnicas de Reprodução Assistida (RA) são complexas e diversas, vamos primeiro conhecer alguns termos:

1. REPRODUÇÃO ASSISTIDA: Todo processo reprodutivo assistido (ajudado) pela medicina.

2. GAMETAS: Óvulos (gametas femininos) e espermatozoides (gametas masculinos) são as células precursoras para o surgimento de um novo ser humano.

3. EMBRIÃO: Óvulo fecundado pelo espermatozoide.

4. CONGELAMENTO OU CRIOPRESERVAÇÃO (GAMETAS): Manter os gametas congelados é uma forma de mantê-los “parados no tempo”, sem que eles sofram a ação do avançar da idade. Por isso o nome, crio = congelar e preservação = manter preservado. Os gametas podem ficar congelados por período indeterminado.

5. CONGELAMENTO OU CRIOPRESERVAÇÃO (EMBRIÃO): Manter os embriões congelados é uma forma de mantê-los “parados no tempo”, sem que eles sofram a ação do avançar da idade da mãe e do pai. Os embriões podem ficar congelados por período indeterminado.

6. COITO PROGRAMADO: Técnica simples da Reprodução Assistida que acompanha o ciclo menstrual da mulher a fim de se definir o melhor momento para ocorrência da relação sexual visando gestação.

7. INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL: Técnica simples de Reprodução Assistida que processa os espermatozoides (sêmen) em laboratório previamente à introdução no trato genital feminino. O depósito do sêmen pode ocorrer na vagina, no canal cervical ou no útero.

8. FERTILIZAÇÃO IN VITRO: Técnica mais complexa da Reprodução Assistida que promove a união, em ambiente laboratorial, do óvulo ao espermatozoide. Os embriões formados são cultivados e selecionados.

9. BIÓPSIA EMBRIONÁRIA: Retirada de uma ou mais células do embrião visando estudo de viabilidade genética do embrião.

10. ANÁLISE GENÉTICA EMBRIONÁRIA: Estudo da viabilidade genética/cromossômica dos embriões previamente à transferência deles para o útero.

11. TRANSFERÊNCIA EMBRIONÁRIA: Ato médico de depositar os embriões selecionados no útero.

12. IMPLANTAÇÃO EMBRIONÁRIA: Mecanismo do embrião em “germinar” “enraizar” “grudar” no útero.

IMPORTANTE!
AS TÉCNICAS DE RA TAMBÉM PODEM SER UTILIZADAS PARA SELECIONAR EMBRIÕES ‘HLA’ – COMPATÍVEIS COM ALGUM IRMÃO JÁ AFETADO POR ALGUMA DOENÇA E CUJO TRATAMENTO EFETIVO SEJA O TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO.

 

Fonte: SBRA

Fertilizare

A Fertilizare nasceu com a proposta de ser um centro de referência em medicina reprodutiva na região Sul Fluminense. Conta com equipe qualificada e tecnologia de última geração para oferecer um leque completo de opções para o tratamento da infertilidade.

Sem comentários

Deixe seu comentário